Como Franquear Minha Marca? Os 3 Passos Necessários + Dica Bônus Valiosa

Como Franquear Minha Marca _ capa blog

Avalie o artigo

São 3 passos para que você consiga franquear sua marca de forma correta e com chance de sucesso: 1º formatar muito bem a sua unidade piloto, 2º registrar sua marca no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e 3º criar um bom plano de negócio. Veja os detalhes aqui.

Em primeiro lugar, se você acha que franquear a sua marca pode te trazer lucratividade, então você está absolutamente certo.

O setor de franchising está em ascensão no Brasil, tendo faturado mais de R$174 bilhões em 2018.

A procura pelo modelo de franquia é grande, especialmente entre os empreendedores de primeira viagem.

No entanto, esse mesmo cenário de crescimento também atrai outros empreendedores e marcas para o mercado.

Para se destacar, mais do que possuir um produto ou serviço diferenciado você precisa oferecer um modelo de negócio bem formatado, testado e validado.

Assim, é preciso que você se atente a certos cuidados antes de se lançar no franchising para não “queimar” a imagem da sua marca no mercado.

Neste artigo você irá conhecer os 3 primeiros passos que você precisa percorrer antes de franquear a sua marca. Confira:

#1 Formate Sua Unidade Piloto

“Tenho 3 meses de operação, os negócios vão bem e já busco como franquear minha marca.”

Errado!

Inclusive este é um erro muito comum de empreendedores que desejam expandir seu negócio através do franchising.

Uma boa franquia é aquela que entrega o modelo de negócio “rendondinho” para seus franqueados.

Portanto, se você quer colher os frutos da sua marca, primeiro precisa sujar as mãos para plantar a semente.

Ou seja, trabalhe e estude muito bem o seu negócio, operacionalizando cada uma das etapas.

Neste momento, os erros se tornam aprendizados e cabe a você aplicar correções que possibilitem colocar seu negócio no caminho certo.

Ainda que seu negócio já esteja tendo sucesso com 6 ou 8 meses, o certo é esperar que ele complete, pelo menos, um ano de operação.

Com isso você fecha um ciclo de operação e consegue mensurar o seu desempenho durante a sazonalidade de mercado, vendo quais datas impactam mais o negócio.

Após um ano de atividade e com todos os processos operacionalizados, agora sim chegou a hora de você franquear o seu negócio.

#2 Registre Sua Marca

Cacau Show, Havaianas, O Boticário…todas as grandes empresas que lideram o setor de franchising têm uma coisa em comum:

O registro de sua marca junto ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

A saber, o INPI é a autarquia federal brasileira responsável, entre outras, pelo registro e concessão de marcas e patentes.

Frequentemente, muitos empresários que desejam franquear a sua marca não possuem seu registro junto ao órgão.

Como resultado, as vezes acabam tendo que alterar algum detalhe ou, pior, o próprio nome original da marca por já existir outra igual ou semelhante registrada.

Ou seja, se você ainda não tem seu registro, faça o quanto antes!

O bom é que todo esse processo de registro da marca pode ser feito pela Internet.

Inclusive, o órgão permite que você faça uma consulta prévia para verificar se a marca que você deseja registrar já não está protegida por terceiros.

Para isso, basta acessar aqui. 

Segundo o INPI, existem 4 tipos de marcas:

  • Nominativa: é aquela formada por palavras, neologismos e combinações de letras e números;
  • Figurativa: constituída por desenho, imagem, ideograma, forma fantasiosa ou figurativa de letra ou algarismo, e palavras compostas por letras de alfabetos como hebraico, cirílico, árabe etc.;
  • Mista: combina imagem e palavra;
  • Tridimensional: pode ser considerada marca tridimensional a forma de um produto, quando é capaz de distingui-lo de outros produtos semelhantes.

Após averiguar a disponibilidade para a sua marca, o próximo passo é se cadastrar no site do INPI.

Feito isso, você deve emitir e pagar a  Guia de Recolhimento da União (GRU), que pode variar de valor conforme o serviço requisitado.

Logo após pagar a GRU, você já pode acessar a página para preenchimento do formulário de requerimento de registro.

Depois, é só acompanhar o andamento do seu pedido pelo site.

Com o seu pedido deferido, você então deverá pagar a taxa referente ao primeiro decênio da marca e emissão de certificados.

O registro de sua marca é válido por 10 anos e lhe dá o direito de uso exclusivo em todo o Brasil dentro do seu ramo de atividade econômica.

Por fim, ao final deste prazo o registro pode ser prorrogado novamente pelo mesmo período.

#3 Elabore um Plano de Negócio Escalável

Sua unidade piloto está operacionalizada e a sua marca registrada? Legal!

Agora, o terceiro e último passo para franquear sua marca é criar um plano de negócio escalável e compatível com a operação da sua empresa.

Para isso, você deve fazer uma análise profunda do seu negócio em relação ao seguintes aspectos:

  • Lucratividade;
  • Autossuficiência;
  • Processos;
  • Pessoas;
  • Capacitação;
  • Fornecedores (avaliar se existe capacidade suficiente de produção para abastecimento dos franqueados.

Neste momento você poderá definir, por exemplo, se o seu negócio se enquadra no segmento de franquias ou microfranquias.

Após essa análise, você então deve preparar o plano de negócio com foco na expansão por franchising. Neste plano devem ser analisados:

  • Mercado;
  • Concorrência;
  • Competitividade;
  • Imagem  da marca;
  • Simulações (resultados para o franqueado e franqueador);
  • entre outros aspectos ligados a expansão.

Além disso, você precisa traçar as possibilidades de sucesso do franqueado, que inclui:

  • Elaborar planilhas financeiras;
  • Mapear territórios para expansão;
  • Definir o perfil desejado para franqueados;
  • Entre outros.

Só assim é que você conseguirá desenvolver uma boa estrutura de apoio aos franqueados.

O foco aqui é elaborar um modelo de franquia atrativo para alcançar uma expansão rápida, acelerada.

Isso porque, para o franqueador, o franchising só é viável em larga escala.

Ou seja, é preciso que você consiga um alto volume de franqueados para que tenha um boa lucratividade com seu modelo de franquia.

[Bônus] Como Franquear Minha Marca: Dica Valiosa

Para os empresários que querem franquear sua marca e acelerar seus resultados, a dica é o curso Empresa 10X.

De forma 100% online, o treinamento é voltado para a  criação, operação e gerenciamento de uma rede de franquias.

O curso foi criado foi David Pinto, fundador de franquias de sucesso e do Grupo 10x, holding que detém várias marcas no franchising brasileiro.

Com base no extenso know how do empresário, o curso ensina o passo a passo de como franquear um negócio por meio de estratégias testadas e comprovadas.

É a melhor oportunidade de sucesso para qualquer um que já pensou “como franquear meu negócio”.

Conheça mais sobre o curso Empresa 10x através do botão abaixo:

como franquear minha marca _

Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo