Franquia De Cookies E Café: Um Estudo Detalhado Do Mercado + Investimento

franquia de cookie e café

Avalie o artigo

O segmento de franquia de cookies e café cresceu 17,05% em 2018,  segundo pesquisa da ABF (Associação Brasileira de Franchising). É um mercado popular com baixo risco financeiro para o modelo de franquias e segue uma tendência: o consumo de café premium cresce 15% ao ano.

 

Não é muito de se estranhar que o Brasil esteja em 2º lugar no ranking mundial dos maiores consumidores de café do mundo! Só ficamos atrás dos Estados Unidos. 

A gente gosta de um cafezinho, né? 

A boa notícia, para os que estão atentos ao mercado de franquia de cookies e café,  é que a procura por café premium é cada vez maior e ultrapassa o consumo do tipo tradicional  torrado. 

Você vai ver um verdadeiro manual sobre o potencial deste mercado, qual o investimento e as projeções reais de faturamento de um plano de negócio de baixo risco. 

 Fique de olho nos dados!



Potencial de mercado para franquia de cookies e café

 

Um relatório recentemente publicado pelo SIS/Sebrae demonstrou como é o consumo de café no Brasil. 

Um tesouro para quem precisa dar seus primeiros passos entendendo melhor o mercado e seu futuro perfil de cliente. 

E você já deve imaginar que o segmento alimentício é o mais forte entre as franquias no Brasil. 

Só no primeiro trimestre de 2019 foram mais de 10 milhões em faturamento no segmento de alimentação. 

No relatório, os dados de consumo de café premium pelos brasileiros refletem o crescimento de 17,05% das redes de franquias de cafés em 2018. 

O consumo anual de café premium chega a 70 mil toneladas, representando  5% a 10% do consumo total no setor. 

Segundo o estudo, esse consumo cresce 15% ao ano, já o de café tradicional o crescimento fica nos 3,5% ao ano.

E como poderia ser melhor? Os brasileiros já caíram nas graças da combinação perfeita americana: café e cookies. 

Antes de você saber os números de investimento de uma das melhores redes de franquia de café e cookies, fizemos um resumão de todo o potencial de mercado e do perfil do consumidor brasileiro em relação ao café. 

Afinal, empreendedor tomando decisões baseadas em dados é o começo do caminho. 

 

Dados do consumo de cafés especiais 

 

E por falar em números, a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) também já mostrou a sua estimativa do consumo contínuo do café com evolução de 3,5% ao ano até 2021. 

Uma curiosidade vem da Duckbill, a rede já vendeu mais de 120 mil xícaras de café, equivalente a 10% do faturamento da rede. 

E, segundo seu fundador Rafael Naves,  o investimento na qualidade do grão é seu diferencial. 

Segundo a consultoria Euromonitor, o mercado brasileiro de café premium cresce acelerado e sua região que mais consome este tipo de café é a Sudeste com 45% do total do pais. 

Já fica o alerta para os empreendedores interessados em franquia de cafés especiais na região! 

Seguem ainda a região Nordeste, com 22%,  a Sul com 17% e a Centro-Oeste e Norte representam 8% do consumo. 

E fique atendo às características que os brasileiros mais consideram para um café realmente premium!  Fizemos até uma listinha: 

 

  • Sofisticação na produção;
  • Seleção qualificada dos grãos;
  • Origem do grão;
  • Produção com certificado de qualidade;
  • E maior proximidade com cafeicultores.

 

Sem deixar de considerar que os brasileiros são especialistas em café, portanto, o café premium precisa ter seus diferenciais de fragrância, sabor, acidez, corpo e no conceito final do produto.

Aliás, tudo isso pode servir para seu critério de escolha quando for optar por qual marca de  franquia de cookie e café escolher.

 

Segmentação do perfil do público consumidor de café 

 

Um dado muito importante para empregadores é entender e segmentar o perfil do seu futuro cliente. 

Informações como faixa etária, gênero, potencial de consumo e  escolaridade são parte de um estudo para definir qual será seu foco e até sua abordagem de marketing, por exemplo. 

Uma característica mais evidente do aumento do consumo de cafés premium é exatamente o aumento da busca pelos consumidores por produtos com mais qualidade. 

Novos métodos de prepara, a origem e  a preocupação com a sustentabilidade em toda a cadeia produtivo do produto estão, cada vez mais, mudando a forma de consumo dos brasileiros. 

No relatório, foi possível classificar dois tipos de perfil de cliente. 

Os Coffee lovers

Segundo o relatório “são aqueles que vão às cafeterias em busca de um bom ambiente”. 

Com conceito por trás da entrega final do produto e onde também ocorrem trocas de experiências.

E os que consomem café especiais 

São aqueles que consomem cafés especiais, mas compram no varejo, seja em grandes redes de mercado ou pela internet.

 

Potencial de compra por classe 

No estudo, dos consumidores de café premium, 20% pertencem à classe A, 50% à classe B e 30% à classe C. 

Por região de consumo 

A maior parte desse público está situado na região sudeste (45%), seguida pelo nordeste (22%) e sul (17%).

Por faixa etária 

A maior parte dos consumidores está na faixa etária acima de 40 anos (40%). O restante tem entre 18 e 30 anos (35%) e entre 31 e 40 anos (25%).  

E pra fechar, o público se divide em 50% homens e 50% mulheres. 

 

Dica: Considere no plano de negócio da sua futura franquia a abordagem de marketing já testada e especializada!



Número de cafeterias e franquias de cookie e café no Brasil 

 

Existem,  pelo menos, 3,5 mil cafeterias no Brasil. 

Segundo o panorama feito pela pesquisa essas cafeterias se dividem em especializadas,  não especializadas, premium, franquias de cafeterias, cafeteria brewery, cafeteria estilo série de TV e cafeterias veganas e sustentáveis. 

No Brasil, 66% das cafeterias são estabelecimentos independentes. 

Os outros 34% são franquias e demonstram um mercado ainda pouco explorado para franquia de cookie e café no perfil americano. 

Conteúdo extra: DÚVIDA ENTRE FRANQUIA OU NEGÓCIO PRÓPRIO? VEJA COMO ACERTAR NA ESCOLHA E TER SUCESSO EM SEU NEGÓCIO

Agora, só anotar os números e se preparar para levar a novidade para sua cidade! 

 

Qual o custo para abrir uma franquia de café e cookies 

 

O plano de negócio é uma das redes de franquias de sucesso de público e de novos adeptos, a DuckBill.

A inspiração do seu sócio fundador veio durante uma viagem para Nova Iorque, onde conheceu modelos de negócios que operavam com muito sucesso no segmento de cookies e cafés especiais.

Foram exatamente 42 receitas testadas

O objetivo era trazer o cookie com a massa e o sabor perfeito para o Brasil. 

Foi em 2018 que o Grupo10x adquiriu  participação na marca e inicia um arrojado plano de expansão. 

O melhor de tudo é a franquia de cookie e café  DuckBill tem investimento de menos de 150 mil e as projeções e retorno são claras, dá uma olhada:

 

Plano de negócio franquia DuckBill

 

Investimento inicial de R$ 149.000,00.

E as projeções de faturamento seguem este plano aqui embaixo: 

  • Faturamento médio anual:  R$ 640.000,00
  • Lucro Líquido Médio Mensal: 20%
  • Retorno do investimento: 18 a 24 meses 

Estão inclusos neste modelo: 

Apoio em todas as fases de implantação da unidade  ✔️

Consultor presencial na inauguração e no início das atividades ✔️

Treinamento e manuais em todas as áreas do negócio ✔️

Estudo geográfico para implantação da franquias ✔️

Assessoria no trabalho de divulgação da franquia na localidade ✔️

Franqueado não precisa estar na operação✔️

 

O primeiro passo você já deu: escolher seu segmento. 

Agora só começar a colocar seu objetivo em prática sabendo mais como pedir sua franquia 👇

franquias de cookies e café

 

Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo