Payback de Franquia: O Que É e Como Calcular? Saiba Tudo

Avalie o artigo

O Payback de uma franquia é o prazo de retorno do investimento na unidade, ou seja, o tempo que leva para que seus lucros paguem o valor inicial investido. Para este cálculo devem ser considerados não só os custos imediatos, mas também aqueles recorrentes, como taxa de royalties, por exemplo.

Qual o principal objetivo em um negócio? Lucro, é claro.

A questão é que o verdadeiro lucro de qualquer empresa só vem depois que ela atinge seu payback.

Em outras palavras, somente após trazer de volta o valor que lhe foi investido é que o negócio realmente se torna lucrativo.

Um dos indicadores mais importantes de uma empresa, esse quesito também é um dos grandes diferenciais na hora de escolher entre franquia ou negócio próprio.

Por se tratar de modelos de negócio já validados no mercado, franquias permitem estimar com maior facilidade o retorno para novas unidades.

Inclusive, muitas franquias de sucesso garantem payback bem atrativos, de menos de 2 anos.

No entanto, esse prazo nunca é garantido e por essa razão que se torna importante conhecer mais sobre o assunto.

 

O Que é o Payback de Franquia?

O termo “payback” vem da palavra em inglês que significa “retorno”.

No mundo dos negócios, ele é utilizado para se referir ao Prazo de Retorno de Investimento, ou PRI.

Assim, quando falamos em payback de franquia estamos nos referindo ao prazo de retorno no investimento em determinada unidade/marca.

Quer dizer, é o prazo para você ter de volta o dinheiro empregado no negócio e atingir o Breakeven.

Portanto, quanto menor for o payback, mais líquido e seguro é o investimento.

De acordo com a ABF (Associação Brasileira de Franchising), as redes franqueadoras devem informar aos candidatos o prazo de retorno estimado para suas unidades.

No entanto, é preciso atenção às condições necessárias para que ele seja alcançado.

Além de questões como ponto comercial e momento de mercado, a própria dedicação do franqueado é um fator determinante para que o payback estimado seja atingido. 

O que isso significa? Aptidão para o cumprimento das regras e estratégias da franquia.

 

Como se Calcula o Payback de Uma Franquia? Jeito Simples

Saber calcular o tempo que leva para o dinheiro investido se tornar lucro é essencial para que o empreendedor tenha mais tempo de vida no seu negócio.

A fórmula simples para calcular o payback de uma franquia é:

 

                                           Investimento Total
                           __________________________________ = Payback

                             Média do Lucro Líquido Mensal estimado

 

Assim, em um exemplo prático, teríamos:

Investimento total = R$192.000,00

Lucro Médio Mensal = R$ 8.000,00

 

                                            R$ 20.000,00
                                     __________________    = Payback de 24 meses ou 2 anos.

                                            R$ 8.000,00

 

Caso esteja buscando por franquias com boa lucratividade, a mesma fórmula também pode ser usada para se descobrir o lucro líquido mensal estimado.

Dessa forma, caso a franquia tenha um custo de investimento de R$ 171.000,00 e ofereça um payback estimado de 18 meses, teremos:

 

                                        R$ 171.000,00
                                     _______________    = Lucro líquido médio mensal de R$ 9.500,00.

                                                 18

 

Mas atenção! Para que o cálculo do payback seja o mais fidedigno possível, é preciso considerar todos os custos envolvidos com a franquia.

Isso inclui tanto os valores iniciais de investimento quanto aqueles recorrentes, como as taxas de royalties e de propaganda.

Enquanto os valores iniciais compõem o investimento total, os gastos recorrentes devem ser considerados para a estimativa do lucro líquido mensal.

Todos esses valores devem ser apresentados pela franqueadora na sua circular de Oferta de Franquia (COF).

 

Custos Iniciais De Uma Franquia

O primeiro passo para calcular o payback de uma franquia é saber qual o seu investimento total, que é a soma de todos os seus custos iniciais.

Veja abaixo quais são esses custos e o quê cada um representa:

 

Taxa de franquia

É dos custos mais expressivos na aquisição de uma franquia e representa a entrada oficial do franqueado à rede. 

A taxa de franquia é o valor cobrado pela franqueadora pela concessão de uso da sua marca e transferência do seu know how.

Isso inclui não só o treinamento do franqueado e sua equipe, como também o suporte e ajuda para a abertura da nova unidade.

O valor é fixo, variando conforme a marca, e o seu pagamento é feito uma única vez, normalmente na hora de assinatura do contrato de adesão.

 

Ponto comercial e instalações

Outro custo na aquisição de uma franquia é a compra do ponto comercial para a nova unidade.

Um ponto bem localizado é essencial para o sucesso do negócio e, por isso, costuma representar também um alto investimento.

É importante ressaltar que, mesmo adquirindo o imóvel, o franqueado só possui o direito de uso durante a vigência do seu contrato com a franqueadora.

Caso opte pelo aluguel do espaço, o franqueado então deverá incluir esse custo junto aos gastos recorrentes.

Fora o valor do ponto em si, outro custo envolvido é a sua adequação para que se encaixe ao padrão visual da marca.

Conhecido como taxa de instalação, é todo o trabalho arquitetônico, reformas e equipamentos necessários para que o local fique com a “cara” da franquia.

 

Abertura de CNPJ

Os custos dos processos administrativos relacionados à abertura da empresa nem sempre estão inclusos no valor de investimento, mas existem.

Pois na maioria das vezes será necessário constituir um CNPJ para dar continuidade aos procedimentos de formalização da aquisição de franquia.  

 

Estoque inicial

A formação de estoque inicial pode ou não estar incluso nos custos iniciais de uma franquia, depende de cada marca.

Exemplo de casos onde esse custo inexiste costumam ser as franquias de serviços.

No entanto, caso esse valor seja cobrado, a franqueadora deve informar o tempo médio de duração desses materiais.

Cabe a ela também informar quais são os produtos que devem compor o portfólio da loja e suas respectivas quantidades.

 

Capital de giro

Outro custo importante na aquisição de uma franquia é o capital de giro exigido para que você consiga manter o dia a dia do negócio.

É como um caução que a franqueadora pede como garantia para o pagamento dos custos recorrentes nos primeiros meses de operação da unidade.  

Entre esses custos estão as taxas da franquia, manutenção de estoque, folha de pagamento, encargos sociais, entre outras despesas fixas do negócio.

Normalmente as franquias pedem um capital para os seis primeiros meses da unidade, mas existem casos que podem chegar a um ano de atividade.

É um item que deve ser muito bem analisado, pois, em última instância, é o que irá determinar a saúde financeira do negócio em seus primeiros meses.

 

Custos Recorrentes de Franquias

Além dos custos fixos e iniciais da franquia, existem aqueles que se repetem mensalmente.

Conhecer cada um desses custos é de extrema importância para manter a saúde financeira do negócio. Veja abaixo:

 

Taxa de Royalties

É uma das cobranças mais conhecidas do franchising e praticada pela maioria das franqueadoras.

A taxa de royalties é como uma mensalidade pelo uso da marca e cobre todo o suporte operacional oferecido por ela aos seus franqueados.

Parte desse valor também é utilizado pela franqueadora para o aprimoramento da marca através de pesquisas de novos produtos e serviços.

Na maioria dos casos, as franquias costumam realizar a cobrança da taxa de duas formas:

Valor fixo ou porcentagem pré-determinada sobre o faturamento bruto.

O valor final cobrado sempre será o maior dos dois casos.

 

Taxa de Propaganda

Essa taxa é cobrada para custear a promoção da marca através das estratégias de marketing empreendidas pelo franqueado.

Cobrada mensalmente, essa taxa costuma variar entre 2% e 5% do faturamento total de cada uma das unidades.

A franquia também pode optar pela constituição do seu fundo de publicidade através da cobrança de um valor mensal fixo dividido entre as unidades.

Cabe ao franqueado o direito de solicitar à franqueadora a prestação de contas de todas as campanhas publicitárias realizadas pela rede.

 

Franquias de Retorno Rápido

Agora que você conheceu o payback de franquia, já deve saber também qual é a importância de buscar aquelas com melhor prazo de retorno.

Com 15 anos de experiência, o Grupo 10x é uma holding que detém algumas das marcas com o melhor payback do franchising brasileiro.

São mais de 400 unidades espalhadas nos melhores e mais conceituados pontos comerciais do país.

Conheça as marcas e o payback das franquias do Grupo10X através do botão abaixo:

payback franquia

Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo