Que negócio abrir em uma cidade pequena? 3 Setores Que fazem Sucesso Em Cidades Pequenas

que negócio abrir em cidade pequena

Avalie o artigo

Que negócio abrir em uma cidade pequena? A resposta é baseada nos setores de maior sucesso neste perfil de cidade, como os de salões de beleza, saúde e alimentação do tipo cafeterias, lanchonetes, pizzarias e outros restaurantes express. Explicamos cada um deles!

 

Cidades menores e com número de habitantes considerado baixo, em relação às regiões metropolitanas, concentram um potencial de mercado muito maior para negócios de alimentação express e serviços de beleza

Geralmente possuem menos concorrência e um perfil de consumir mais fidelizado e recorrente. 

Seja pela escassez ou pela novidade, os novos empreendedores em cidades menores tem um potencial de mercado pouco explorado e bastante lucrativo. 

Confira 3 ideias que atraem o público de cidades pequenas!

 

Como decidir que negócio abrir em uma cidade pequena? 

 

O potencial de consumo de uma cidade pequena vem da relação entre o tamanho da população e a intensidade de consumo médio. 

Pode parecer simples procurar índices de consumo de uma determinada região, mas dentro dessa conta devem ser consideradas a renda familiar, a necessidade e desejo de um determinado produto, a sua disponibilidade e informações a respeito. 

E vamos fazer um destaque importante para quem quer ter certeza na hora de decidir que negócio abrir em uma cidade pequena. 

O consumo também deve considerar a distribuição das regiões, já que este tipo de cidade também sofre influência do potencial de consumo das regiões vizinhas. 

Por terem características de público específicas e classes de consumo variáveis, um negócio bem sucedido em cidades pequenas pode também representar um fracasso em regiões metropolitanas. 

Daí vem o potencial de exploração e entendimento deste mercado, considerando os fatores do perfil de consumidor como faixa etária predominante na cidade, poder aquisitivo, gênero, escolaridade, etc. 

Além disso os fatores comerciais são relevantes como quantidade e segmentação da concorrência. 

E se a cidade tiver atrações turística, a decisão pode ser basear a partir desta premissa, assim como o clima predominante. 

Uma coisa é certa, a garantia é de público fidelizado quando o produto ou serviço já ganhou a prova social e atendeu às necessidades dos habitantes. 

 

Abrir um negócio de beleza especializado

 

Claro que, se a cidade já possui alguns salões de beleza, ser um novo entrante neste segmento pode ser desafiador. 

Mas, para quem tem bons olhos de empreendedor, pode estar aí a oportunidade! 

Geralmente os salões em cidades pequenas são daqueles que atendem um leque de serviços como unha, cabelo, maquiagem, estética e etc. 

Alta demanda, muita espera e processo de agendamento mais competitivo.

E o que o público feminino mais quer quando a necessidade aparece? Urgência. 

Se especializar em um segmento é a chave do negócio. 

Você expande as opções dos moradores e comunica seu serviço com foco em atender uma necessidade específica muito recorrente, como por exemplo, fazer uma escova rapidinho. 

Aquele velho e bom atendimento express e sem necessidade de agendamento. 

Para uma cidade pequena com pouca inovação e garantia de público feminino, é um negócio muito promissor. 

E se a sua cidade não tem um salão de beleza como deveria, a chance de empreender tá nas suas mãos!

E você acha que não pensaram nisso? A franquia Fast Escova tem exatamente este propósito. 

Eles criaram uma escovaria! 

Segundo os idealizadores, a #fastescova é mais que uma escovaria. É uma ideia. A ideia de que toda mulher merece estar e se sentir linda sempre, todo dia.

Depois que criaram seu modelo de franquias, qualquer cidade pode levar essa ideia adiante. 

O investimento inicial é de R$149 mil e com projeções de faturamento anual de 1 milhão de reais

E pode acreditar, para quem vai se aventurar abrindo seu negócio em cidade pequena pela primeira vez, o modelo de franquias é sempre o mais recomendado. 

O plano de negócio já foi testado e os riscos financeiros são bem menores do que abrir uma empresa própria totalmente do zero. 

 

Inovar e facilitar o acesso a exames de saúde

 

Você pode contar pra gente como é o acesso à exames e consultas aí na sua cidade? 

Se você mora em cidades pequenas e precisa viajar ou tem alguma dificuldade de ter acesso à consultas e exames, saiba que até em regiões metropolitanas este cenário se repete!

Dá pra imaginar o quanto isso pode ser facilitado abrindo uma  clínica médica, odontológica e com exames reunidos em um único lugar? 

Levar este tipo de acessibilidade para cidades com deficiência de clínicas e médicos pode ser a maior revolução na região. 

Poucas empreendedores consideram o segmento de saúde quando o assunto é investir. 

Mas, lembre-se sempre desta dica, se a cidade já tem concorrentes demais em beleza ou alimentação…tenho certeza que quanto à saúde ainda é campo inexplorado em cidades pequenas. 

Vamos deixar outro exemplo de franquias neste perfil para servir de inspiração. 

Com mais de 200 mil clientes atendidos, 5 anos de mercado e mais de 70 clínicas no Brasil, a MedicMais oferece exames e consultas médicas e odontológicas de qualidade e a preços acessíveis. 

E são preços acessíveis mesmo! Pode ser a solução para o perfil de consumo de cidades menores. 

São mais de 50 especialidades, entre médicos e dentistas, e cerca de 1000 tipos diferentes de exames, desde exames simples até ressonância, consultas de rotinas, tratamentos psicológicos e até de fisioterapia.

Desde sua fundação, em Patos de Minas (MG), a clínica já realizou mais de 200 mil consultas e atendimentos.

O investimento você pode saber aqui na página da franquia

 

Trazer lazer e comodidade com franquias de alimentação

 

E para os amantes de um bom restaurante ou de um lugar aconchegante para se ter uma refeição, comer um doce ou tomar um café, investir no ramo alimentício é praticamente zero chances de erro.

Se a cidade não tem atrações e novidades turística, é o cenário perfeito para investir em uma boa culinária. 

Se a cidade tem um clima mais frio, ótimo lugar para abrir uma cafeteria charmosa e aconchegante

Se o point é uma praça, uma avenida ou um parque, é só abrir as portas de uma bela pizzaria gourmet.  

Então, que negócio abrir em uma cidade pequena quando não faltam opções de alimentação? 

Seguindo a mesma linha de raciocínio da escovaria: se especializar em um tipo de produto.

Tornar a experiência o mais rápido e atraente possível.

Tá procurando uma opção mais democrática e que atenda a todos os gostos? Pizzaria gourmet é uma boa pedida!

Opções de franquias é o que não faltam! 

Uma delas é a 430 Gradi

Ela tem um mix exclusivo de produtos e ainda conta com as seguintes vantagens para negócios em cidades pequenas, olha só: 

  • Consultor presencial na inauguração e no início das atividades ✅
  • Treinamento e manuais em todas as áreas do negócio ✅
  • Apoio em todas as fases de implantação da unidade ✅
  • Estudo geográfico para implantação da franquia ✅
  • Baixo custo em equipamentos ✅

O custo? A partir de R$ 299 Mil e faturamento médio anual de R$ 2.400.000,00. 

Isso mesmo, quase 2 milhões e Meio de faturamento médio anual. 

Tá tudo no site da franquia. 

Pra fechar nossas dicas, você pode conhecer o Grupo 10x,  uma holding de franqueadoras 👇

que franquia abrir em cidade pequena

Avalie o artigo

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo